Susana Vieira é internada às pressas após apresentar um dos sintomas mais comuns da trombose

Susana Vieira é internada às pressas após apresentar um dos sintomas mais comuns da trombose

Quer ajudar o nosso blog a continuar online? Assine Agora Mesmo!

Depois de uma longa viagem de avião na qual saiu de Miami (EUA) para o Brasil, a atriz Susana Vieira precisou passar por uma internação às pressas no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Vitória, no Rio de Janeiro. Aos 75 anos, a global foi diagnosticada com um quadro de Trombose Venosa Profunda.

De acordo com informação da assessoria da artista, ela passa bem, mas ainda vai continuar na CTI em observação. Além do problema, ela havia sofrido também com uma gripe forte

Sintoma comum

Susana Vieira procurou auxílio médico após sentir um dos sintomas mais comuns da trombose: dor nas pernas. As dores a deixaram em alerta. E é importante ressaltar que elas não devem ser ignoradas, pois podem se desenvolver em algo ainda mais grave, como embolia pulmonar, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e, em casos mais drásticos, até mesmo a morte.

Comumente surgida nas pernas ou nos braços, a trombose nada mais é do que uma doença que ocorre quando o fluxo sanguíneo é impedido pela obstrução de uma ou mais veias.

Dentre outros sintomas da doença nas pernas, estão:

  • Forte incômodo
  • Sensação de calor
  • Vermelhidão
  • Inchaço

Complicações

Em entrevista ao portal Vix, Aline Lamaita, cirurgiã vascular e angiologista do hospital Albert Einstein, em São Paulo, diz que “algumas pessoas ficam com um problema de circulação crônico nas pernas chamado de Síndrome pós-trombótica”. O problema faz com que surjam manchas e o aumento do volume de vasos sanguíneos. Como consequência, as chances de aparecerem varizes aumentam.

Quer ajudar o nosso blog a continuar online? Assine Agora Mesmo!

Além disso, a trombose pode levar seu portador a enfrentar uma embolia pulmonar, condição na qual “há a falta inesperada de respiração ou a respiração rápida, dores no peito, frequência cardíaca alta, tosse e catarro com sangue”, como explica Aline.

Em ambos os casos é necessário procurar um médico imediatamente.

Fatores de risco

Um dos principais fatores para o desenvolvimento da doença é a carga genética. Contudo, excesso de peso, uso de anticoncepcionais, tabagismo, desidratação e insuficiência cardíaca também contribuem fortemente para a trombose se manifestar. Ficar muito tempo deitado ou sentado também aumenta o risco (fator que pode ter contribuído para a doença surgir na atriz).

Tratamento e prevenção

Na maioria dos casos a trombose pode ser tratada apenas com o auxílio de medicamentos. Porém, dependendo da gravidade docaso, uma internação pode ser necessária durante o período de uso dos remédios. Os anticoagulantes são, em média, necessários por 6 meses durante o tratamento. E mudanças no estilo de vida também são fortemente recomendáveis para o problema ser eliminado com sucesso.

Também ao Vix, o angiologista e cirurgião vascular Ricardo Brizzi fala que para evitar a trombose, “as recomendações são evitar cigarro, controlar o peso, movimentar as pernas após muito tempo sentado, usar meia de compressão, se for o caso, e, claro, sempre procurar orientação médica”.

Quer ajudar o nosso blog a continuar online? Assine Agora Mesmo!

Compartilhe com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.