Cachorrinho que teve cola industrial despejada em seu corpo se recupera e ganha nova família

CACHORRO-COBERTO

Quer ajudar o nosso blog a continuar online? Assine Agora Mesmo!

A pergunta que não quer calar: como alguém tem coragem de fazer algo assim com um animalzinho indefeso? Bem que eu queria ter a resposta, mas infelizmente ainda é um mistério por que isso acontece.

Com apenas 4 meses de idade, o cachorrinho Pascal, em Istambul, na Turquia, sofreu um abuso sem limites após algumas crianças o cobrirem com cola industrial. Como você deve imaginar, o animal acabou ficando com o corpo com uma espécie de ”cimento” após a crueldade. Basicamente, ele só era capaz de mexer a língua.

Felizmente, ele foi resgatado pela He’Art of Rescue que raspou toda a cola de seu corpo junto com os galhos e a lama que estavam grudados em seu pelo. E isso não era tudo. Sua pele estava em carne viva e cheia de feridinhas vermelhas. Como ele sofreu com todos aqueles processos químicos, Pascal foi obrigado a passar por vários banhos até se recuperar.

Quer ajudar o nosso blog a continuar online? Assine Agora Mesmo!

 

No começo, o pequeno não conseguia confiar em nenhum humano a não ser o veterinário. Mas após perceber todo aquele amor dos membros do resgate, percebeu que poderia socializar normalmente. Foram meses e meses de recuperação até os machucados cicatrizarem e seu pelo voltar a crescer. Só aí que Pascal pode finalmente ser colocado para a adoção.

Agora, ele está sob o amor e carinho de uma família da Espanha onde vive com outro cachorrinho normalmente. Agora sim o animalzinho pode ser feliz de verdade.

Terrível ação das crianças, não?! Que bom que ele conseguiu se recuperar.

Você gosta de Camisetas Catolicas? Ajude-nos!

[porto_recent_products title=”Camisetas Catolicas” view=”grid”]

Quer ajudar o nosso blog a continuar online? Assine Agora Mesmo!

Compartilhe com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.