Como Edificar um Namoro Santo

Ahhh, o namoro! Nem precisamos falar que uma das sensações mais gostosas que experimentamos é aquela de quando começamos a nos apaixonar por alguém né? Os amigos chegam a pedir para a Nossa Senhora lhes dar equilíbrio pois já não aguentam mais ouvir você falar do crush (Afff..). É “Meu José pra lá”, “Minha Maria pra cá” e assim vai surgindo uma nova história e o desejo de um dia poderem se unir no sacramento do matrimônio e formar um lar aconchegante para criar os seus filhos e óóóóbvio, não pode faltar aquela parte do “felizes para sempre”. Como é lindo o encontro de duas almas que possuem o mesmo desejo *_*

Ainda mais nessa época em que vivemos, onde a grande maioria prega o discurso do “Não sou de ninguém, eu sou de todo mundo!”, “Pega, mas não se apega”. É triste ver essa geração que se diz tão atual, tão “pra frente”, tão “fora dos padrões”, presas aos padrões da sociedade e seguindo várias regras que ditam aquilo que devemos sentir ou não. E assim vão surgindo pessoas cada vez mais vazias, ansiosas e infelizes que buscam ajuda em clinicas de psicologia. Mas claro, isso é assunto para um outro post, estamos aqui para falar especialmente do namoro hoje!

 

O namoro santo é bom, mas as vezes também encontramos dificuldades, visto que são duas pessoas criadas de forma diferente, com personalidade diferente e que de repente decidem começar uma caminhada juntos. Pensando nisso, vamos ir postando aqui uma pergunta real por dia, acompanhada de suas respostas, que são na realidade SOLUÇÕES sobre diversos temas para você conseguir edificar o seu relacionamento ou então se não namora ainda, para o José ou a Maria que Deus está preparando para você ❤
Os temas são os mais variados: Diferença de religião, ciúmes, traição, diferença de idade, dúvidas sobre o outro, castidade e ao final de cada dia vamos orar, meditar a Palavra de Deus, louvar!
“Vós, também, ó mulheres, sede submissas aos vossos maridos. Se alguns não obedecem à palavra, serão conquistados, mesmo sem a palavra da pregação, pelo simples procedimento de suas mulheres, ao observarem vossa vida casta e reservada. Não seja o vosso adorno o que aparece externamente: cabelos trançados, ornamentos de ouro, vestidos elegantes; mas tende aquele ornato interior e oculto do coração, a pureza incorruptível de um espírito suave e pacífico, o que é tão precioso aos olhos de Deus. Era assim que outrora se ornavam as santas mulheres que esperavam em Deus; eram submissas a seus maridos, como Sara que obedecia a Abraão, chamando-o de senhor. Dela vos tornais filhas pela prática do bem sem temor de perturbação alguma.”
“Do mesmo modo vós, ó maridos, comportai-vos sabiamente no vosso convívio com as vossas mulheres, pois são de um sexo mais fraco. Porquanto elas são herdeiras, com o mesmo direito que vós outros, da graça que dá a vida. Tratai-as com todo respeito para que nada se oponha às vossas orações. Finalmente, tende todos um só coração e uma só alma, sentimentos de amor fraterno, de misericórdia, de humildade. Não pagueis mal com mal, nem injúria com injúria. Ao contrário, abençoai, pois para isto fostes chamados, para que sejais herdeiros da bênção.”

 

Assista dicas preciosas de Pe. Fábio de Melo sobre Namoro Santo


Por enquanto é isso princesas e príncipes de Deus! Comentem aqui em baixo suas dúvidas sobre Namoro Santo e falaremos sobre elas. Ahhh, e se você tem uma história linda e santa com o seu José ou sua Maria, mande para nós! Assim outras pessoas podem conhecer o seu testemunho. Bem sabemos que o testemunho arrasta multidões ❤
Que Deus abençoe todos vocês!

 

Crie coragem e envie-nos a sua história aqui na Página Linguagem do Céu, clique aqui

Parceiros no Facebook:
https://www.facebook.com/eusoudaimaculadaoficial/

4 thoughts on “Como Edificar um Namoro Santo

  • 01/02/2017 em 19:41
    Permalink

    Minha namorada não tem religião, ela já foi em Evangélica e também Católica. Eu sou Católico desde pequeno e minha família inteira é Católica, e eu tenho vontade de levar ela a Igreja.. Só que tenho medo do que ela vai pensar.. E também tenho medo dela me trair, sei que isso vai da confiança.. E eu confio nela, só que, mesmo assim tenho medo..

    Resposta
    • 01/02/2017 em 23:07
      Permalink

      Boa noite, Bru! Que a paz de Jesus e o amor de Maria estejam com você!
      Ficamos agradecidos pela confiança em nós, para lhe ajudar a refletir sobre esse momento que você esta vivendo! Inicialmente, deixo aqui o link da nossa ultima postagem sobre namoro (esse é apenas o segundo artigo sobre relacionamento, de tantos outros que ainda falaremos por aqui, acompanhe a nossa página no facebook e fique por dentro de tudo que postamos <3 ) http://linguagemdoceu.com/e-a-partir-da-escolha-que-se-inicia-um-namoro-santo/ .
      Bru, antes de qualquer coisa, você deve fazer um exame sobre o seu relacionamento, buscar dentro de você quais são as causas que tem gerado esse ciúmes, vários fatores podem desencadeá-lo. Vamos dividi-los em fatores internos e externos, okay?
      Os fatores internos sãoo aqueles que você carrega com você desde a infância, algum trauma, alguma palavra que você ouviu e mexeu profundamente com você, algo que você viu, o fato de já ter vivido uma traição ou até mesmo a atração que você pode sentir por outra pessoa e pensar que sua namorada sente o mesmo. São os de antes de você começar a se relacionar com a sua namorada atual.
      Os fatores externos são aqueles que influenciaram o seu jeito de pensar e agir, dentro de seu próprio relacionamento. São as atitudes que ela pode ter durante o relacionamento, as palavras que confundem, a troca de olhares com um outro alguém, proximidade em excesso com algum amigo.
      Então, o primeiro passo é fazer essa analise e ver quais são os motivos que geram esse sentimento tão doloroso em seu coração, só assim você pode dar o segundo passo. Se depois disso você chegar a conclusão que ela é uma pessoa bacana, que realmente quer o seu bem, se importa com seus sentimentos, te respeita, te ama e quer uma vida contigo, coloque os joelhos no chão e peça a Deus para tirar todos esses medos e angustias que você carrega em seu coração, além da oração, te indico fazer jejum, que é extremamente poderoso! Não sei se você já pratica essa graça, mas se ainda não, da uma olhadinha aqui: http://linguagemdoceu.com/por-que-fazer-jejum-qual-importancia-e-como-fazer-jejum/
      Agora, se depois de toda essa analise, você perceber que a causa do ciúmes não esta em você, mas sim nas atitudes da pessoa. Se você acha que ela esta sendo infiel ou que existe grande possibilidade disso vir a acontecer. Vale a pena apurar os fatos, sentar e ter uma conversa séria com a pessoa e tome uma decisão.

      Agora respondendo a sua ultima pergunta, sobre a diferença de religião. Não vejo porque ela se assustar.
      Primeiro: porque você disse que ela já foi participou de Igreja evangélica e também da Igreja Católica. (Ou seja, sabe que não é nada disso que pregam por aí sobre a nossa Igreja).
      E segundo: As Santas Missas são lindas, são inteiramente bíblicas, sem falar do grande número de teólogos e pastores que se converteram ao catolicismo após participar da celebração da Santa Missa, como o caso do autor do livro “O Banquete do Cordeiro”
      E lembre-se há problemas graves que podem ser resolvidos com orientação, bom dialogo, oração e jejum! Antes de convida-la a Santa Missa, ore a Deus pedindo que vá preparando o coração dela e que afaste tudo que a impede de ter um relacionamento firmado aos pés de Deus <3 Converse com o padre da sua paróquia, ele pode instrui-lo!
      Esperamos ter ajudado você e estamos a disposição sempre!
      Volte e nos conte como indo e qual foi a sua decisão! Que a paz de Jesus permaneça com você! ;*

      Resposta
  • 03/03/2017 em 23:54
    Permalink

    Oi boa noite, eu e minha namorada se conhecemos a 1 ano no crisma da nossa igreja. mas a gente nem se falava, mas eu sabia com todo meu coração que ela era minha Maria, por incrível que pareça ela é da mesma escola também e eu não fazia a mínima ideia. Ela é a garota mais bonita que eu tinha visto. E em frente nossa escola, tem uma Capela e certo dia tinha uma adoração e Jesus ficou entre mim e ela, podia ver Jesus e logo atrás o amor da minha vida, logo após isso nós só fomos nos aproximando e apaixonando um pelo outro, mas sempre com Jesus no centro de tudo. E Mais uma coisa veio só pra confirmar de vez, nós nos conheciamos mas não tinhamos muito contato, né. Até que fomos no grupo jovem da nossa igreja assistir uma pregação e no final da pregação, teve um propósito, tinhamos que nos aproximar e rezar por 1 ano pela pessoa que estava ao meu lado, quem estava? Minha Maria, e foi ali que tudo começou pra nós, e a cada passo que tomamos entramos em comunhão com Deus, pra sabermos se é a vontade D’Ele… Eu sou motivo de perseverança na caminhada pra ela, assim como ela é pra mim, ela me aproximou de Nossa Senhora e me fez sentir o amor de mãe que só a imaculada tem… Nós somos muito harmoniosos juntos, pertencemos a mesma pastoral ( Teatro ). Rezo por ela todos os dias, por Deus ter me dado uma pessoa tão boa, que me encanta por cada gesto. Que me fez acreditar que tudo que vem de Deus é o melhor… Assim que e minha história com minha Maria que se chama Maria Eduarda…

    Resposta
  • 05/06/2018 em 00:24
    Permalink

    Até os meus 32anos e 10 meses vivi um voto de castidade, mas infelizmente quando uma noite ,sai para conhecer um rapaz e nessa mesma noite , ele me forçou a tranzar com ele. Faltava dois meses para eu completar meus 33 anos. Chorei muito depois , pois desejava me casar virgem. Tinha feito um voto de castidade com Deus , através, de uma pregação do papa João Paulo 2 , pela televisão, quando tinha 16 anos. Achava muito legal ser virgem. Tinha orgulho de ser. Comungava todos os domingos. Hoje em dia , os jovens , até as vezes da Igreja, não costumam viver um namoro Santo. Eu gosto de namorar só com beijos e abraços. Nada mais. Por isso, não namoro mais. Hoje em dia , os homens só querem mulher liberal. E eu não consigo ser assim. Eles não querem mas , namorar , só com beijos e abraços, por isso , prefiro ficar sozinha. Quero namoro Santo. Antes eu usava minha virgindade como desculpa, para não fazer sexo com ninguém. Mas agora que perdi…não sei que desculpa convincente usar. A única desculpa que me restou é que é pecado. Que era também, uma das desculpas que eu usava quando era virgem. Acho que vou terminar sozinha , só porquê não consigo ter uma vida sexual ativa no namoro. Pois sei que é pecado e não consigo ser assim.
    Numa bela manhã eu fui pra um encontrão de vários grupos de jovens da renovação carismática e quando nós estávamos almoçando, o coordenador do nosso grupo de jovens estava conversando sobre namoro e ele abriu a boca e disse : hoje em dia , quem é que namora sem fazer sexo , ninguém. Eu fiquei calada , pois achei um absurdo , um coordenador de grupo de jovens , falar isso. Eu era virgem, , mas fiquei calada ,sem saber o que pensar. Gostava de namorar em santidade. E apesar de não ser mais virgem, estou vivendo a castidade novamente, pois não me acostumo com a idéia, de que sexo é normal no namoro. Prefiro ficar sozinha do que ter uma vida sexual ativa no namoro. Sou apaixonada pela comunhão. Não consigo ir à missa e não comungar. Pesso sempre nas minhas orações, pra Deus me purificar e me santificar. Assim como rezo pra ele purificar e santificar os padres.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.